Ficha Técnica:

Gênero: Drama
Diretor: Marcos Siega
Tempo: 1h 24min
Ano: 2007

Origem: Estados Unidos
Elenco: Ryan Reynolds, Emily Mortimer, Stuart Townsend, Sarah Chalke, Mike Erwin, Elisabeth Harnois, Christopher Jacot, Ty Olsson.
Sinopse: A história da vida de um homem obsessivamente organizado, que toma um rumo totalmente inesperado quando o destino o força a explorar a natureza do amor e do perdão.



"Teoria do caos, para a física e a matemática, é a teoria que explica o funcionamento de sistemas complexos e dinâmicos." Obrigada Wikipédia.

No filme, Frank Allen (Ryan Reynolds) decide contar sua história ao futuro marido de sua filha no dia do casamento, quando o rapaz está nervoso e inseguro com a cerimônia. 
Frank é um homem que planeja cada segundo do seu tempo, pois segundo ele, não podemos nos curvar para as imprevisões e podemos controlar a nossa vida. Ele calcula cada minuto do seu dia logo de manhã e põe tudo numa ficha.
Certo dia, sua esposa, Susan Allen (Emily Mortimer), pede para que ele apenas devolva alguns filmes, bastou apenas isso para que todo o seu dia, e sua vida, mudasse. No caminho para o trabalho ele bate em outro carro, o qual tinha uma mulher em trabalho de parto, ele a leva para o hospital, porém a mãe da criança foge, causando um mal entendido entre o hospital, Susan e Adam.
Brigado com Susan e admitindo que todas as suas decisões foram erradas, ele desiste de escolher, apenas escreve todas as opções em fichas e ao acaso pega uma. 
É um drama, com leves pitadas de comédia, o que não deixa o filme carregado. Fala sobre amizade, casamento, traição, paternidade e a obsessão da nova geração de querer controlar tudo, até o tempo. Nele, Adam diz que por mais que do lado de fora pareça um caos, sempre há algo lógico que conecta tudo e é esse lado lógico que ele tenta achar toda a sua vida, quando finalmente descobre, que coisas como sentimento, não precisa ser lógico.


Trailer em inglês. 
Desculpe, não achei nem dublado e nem legendado.

Nota: 3 (Bom)
A nota não foi boa por questão pessoal, na verdade.

Um Comentário

  1. Muito interessante esse filme.
    Gostei muito do post.

    Parabéns!
    Beijos.

    ResponderExcluir

Já que leu a postagem, por que não comentar? Ficaríamos muito felizes ao ler sua opinião sobre o que foi escrito. Caso tenha um blog, deixe o link abaixo do seu comentário que retribuiremos assim que for possível =)